Ensaio da cerimônia de abertura da Olimpíada vaza na internet

Uma emissora de televisão sul-coreana transmitiu um dos ensaios secretos da abertura das Olimpíadas de Pequim, irritando os organizadores chineses dos Jogos. As imagens acabaram sendo publicadas na Internet, mas foram retiradas da maioria dos sites.

BBC Brasil |

A rede SBS, da Coréia do Sul, levou ao ar mais de um minuto de imagens do ensaio.

A emissora diz que as imagens foram gravadas de forma legítima e que nenhum dos seus cinegrafistas foi impedido de filmar no estádio nacional, onde será realizada a cerimônia de abertura no dia 8 de agosto.

As imagens foram parar nos sites de vídeos YouTube, Sina.com e liveleak.com, mas foram retirados. Os sites informam que os vídeos saíram do ar devido a "violações de direitos autorais".

Falha na segurança

As imagens revelam que a abertura mostrará imagens futuristas da China. Em um dos trechos, é possível ver um globo vermelho no centro do estádio e centenas de homens praticando artes marciais.

Os organizadores chineses reclamaram da televisão sul-coreana e estão preocupados com o que consideram uma falha na segurança do evento.

"Nós estamos decepcionados com o que eles fizeram, mas as partes filmadas não dão aos telespectadores a imagem completa da cerimônia de abertura", disse o porta-voz do Comitê de Organização de Pequim, Sun Weide, de acordo com a agência oficial de notícias Xinhua.

Segundo o correspondente da BBC em Pequim Alex Capstick, o Comitê Olímpico Internacional está avaliando a possibilidade de alguma sanção contra a televisão.

Os detalhes da cerimônia - que é dirigida pelo famoso cineasta Zhang Yimou - vêm sendo guardados com bastante discrição, apesar de envolver 10 mil participantes e mais de três anos de trabalho.

Os organizadores dos Jogos teriam feito os participantes assinarem acordos prometendo não divulgar detalhes confidenciais.

Até agora, a única informação divulgada oficialmente é de que a cerimônia terá como tema os milhares de anos da história da China, com fogos de artifício e uma ópera.

Também espera-se que a cerimônia faça uma homenagem às quase 70 mil vítimas do terremoto na província de Sichuan em maio.

Leia mais sobre Olimpíada

    Leia tudo sobre: internetolimpiadasolimpíadayoutube

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG