Santiago do Chile, 14 dez (EFE).- O candidato independente à Presidência chilena, Marco Enríquez-Ominami, terceiro colocado nas eleições deste domingo com 20,13% dos votos, reiterou hoje que não orientará o voto de seus eleitores no segundo turno.

"Sebastián Piñera não é a mudança e sua diferença para Eduardo Frei é quase invisível", afirmou o ex-militante do Partido Socialista em um ato político em Santiago.

O direitista Sebastián Piñera venceu o primeiro turno com 44,05% dos votos, à frente do candidato governista, Eduardo Frei, que alcançou 29,60%. Com isso, ambos disputam o segundo turno em 17 de janeiro.

Na opinião de Enríquez-Ominami, "a única diferença entre Piñera e Frei são os setores sociais que os apóiam". EFE mc/bba

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.