Varsóvia, 1 out (EFE).- O engenheiro polonês seqüestrado no Paquistão no domingo passado continua vivo, segundo afirma hoje o jornal Rzeczpospolita em sua edição digital.

Segundo o jornal, o Ministério de Exteriores da Polônia tem provas de que o seqüestrado está vivo, mas espera confirmar totalmente essa informação antes de torná-la pública.

O "Rzeczpospolita" também afirma que a diplomacia polonesa está tentando com que o Governo paquistanês acelere os trabalhos de busca ao cidadão polonês.

O engenheiro trabalhava para uma companhia polonesa e estava realizando prospecções na localidade de Attock (norte do Paquistão), quando foi seqüestrado por vários desconhecidos.

A imprensa paquistanesa culpou a empresa pelo seqüestro, já que o homem estava em um local deserto e perigoso, sem contar com a devida proteção. EFE nt/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.