Enfraquecimento das Farc ajuda paz entre Colômbia e Equador, diz OEA

Lima, 18 jun (EFE) - O enfraquecimento das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) é um fator fundamental para o restabelecimento da paz entre Equador e Colômbia, afirmou hoje o secretário-geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), José Miguel Insulza.

EFE |

Em entrevista à "Radio Programas del Perú" ("RPP"), Insulza acrescentou que "as Farc retrocederam substancialmente, agora são menos da metade do que eram há três ou quatro anos", principalmente após a morte do líder fundador do grupo, "Manuel Marulanda", também conhecido como "Tirofijo".

Insulza ressaltou que também diminuiu o apoio interno que tinham, "o que teve um grande impacto".

Nesse sentido, o secretário da OEA confirmou que Equador e Colômbia trocarão mensagens diplomáticas na próxima semana para o reatamento das relações bilaterais, rompidas em março deste ano por um bombardeio realizado por forças colombianas em território equatoriano.

"Na próxima semana serão entregues as mensagens, os documentos relativos a medidas de confiança, com isso a situação já vai se normalizando", disse Insulza à "RPP".

Na terça-feira, a ministra de Relações Exteriores equatoriana, María Isabel Salvador, confirmou em Lima que o Equador restabelecerá relações diplomáticas com a Colômbia na próxima semana, em nível de encarregados de negócios.

Já o chanceler colombiano, Fernando Araújo, disse que "se o Equador considerar que o prazo adequado é na próxima semana, para nós está bem". EFE mmr/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG