Enfermeiro de Betancourt no cativeiro é homenageado na Colômbia

BOGOTÁ - O soldado colombiano William Pérez, ex-refém Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) que como enfermeiro cuidou de Ingrid Betancourt enquanto ambos permaneceram em cativeiro, foi homenageado com o Prêmio Nacional da Paz.

EFE |

Pérez dividiu o prêmio com Herbin Hoyos, jornalista que há dez anos transmite por rádio um programa semanal dirigido aos seqüestrados no país, informaram os promotores da distinção, que será entregue na próxima quinta-feira em Bogotá.

O militar, de 33 anos de idade, dez dos quais passou seqüestrado, foi reconhecido por ter servido como enfermeiro para seus companheiros de cativeiro, entre eles Betancourt.

O papel de Pérez a serviço dos reféns ficou famoso quando Betancourt, que em 2 de julho foi libertada pela "Operação Xeque" do Exército colombiano, admitiu de maneira pública que devia sua vida ao enfermeiro.

    Leia tudo sobre: farc

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG