Endogan diz que turcos perderam parte do entusiasmo pela UE

Ancara, 4 jan (EFE).- O primeiro-ministro da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, diz que o entusiasmo dos turcos pela União Europeia (UE) diminui devido à atitude de alguns líderes e países membros.

EFE |

Em entrevista publicada hoje a revista mensal "Kriter", especializada nas relações entre Turquia e a UE, Erdogan ressalta que o Governo de Ancara mantém sem mudanças sua postura a favor da entrada do país na União, um objetivo estratégico que ele e seu Executivo estão decididos a alcançar.

"O processo de entrada na UE é o ponto que não muda na agenda de nossas reuniões semanais do Conselho de Ministros", assinalou Erdogan.

Advertiu, no entanto, que não basta o entusiasmo e a determinação para alcançar a meta da integração só da parte da Turquia.

"O mesmo entusiasmo deveria estar presente do outro lado da mesa.

Mas, isso que foi definido como uma perda de entusiasmo na parte turca é consequência de atitudes de alguns países e líderes da UE", disse o chefe do Governo da Turquia.

Algumas "das declarações, atitudes e propagandas (não favoráveis à adesão de Ancara)" tiveram uma "inevitável" repercussão na Turquia e "quebraram a confiança no processo de integração na UE", insistiu.

Neste contexto, Erdogan expressou sua satisfação pelas reações oficiais ao plebiscito contra os minaretes realizado recentemente na Suíça, mas ressaltou que o simples fato da consulta popular já abriu as portas a um processo perigoso.

"Os direitos e as liberdades fundamentais não podem ser violadas mediante um plebiscito. O plebiscito despertou preocupação não só entre os mais de 1,5 bilhão de muçulmanos, mas em um espaço geográfico muito mais amplo", assinalou Erdogan. EFE dt/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG