Teerã, 16 jul (EFE).- Duas caixas-pretas do avião iraniano que caiu na quarta-feira perto da localidade de Qazvin com 168 ocupantes foram localizadas e a busca se concentra agora em encontrar uma terceira, informaram hoje fontes oficiais.

O responsável do grupo de crise do Ministério de Transportes iraniano, Ahmad Majidi, disse que as duas caixas-pretas encontradas estão seriamente danificadas, mas que especialistas da Organização da Aviação Civil iraniana estão tentando recuperar os dados.

"Se os esforços para recuperar a informação falharem, serão enviadas ao país de fabricação para ver se ali podem ser reparadas para saber as causas do acidente", disse Majidi, em declarações à agência "Irna", informadas pelo canal estatal "Press TV".

Majidi acrescentou que o avião explodiu em pedaços após o acidente.

Pelo menos 168 pessoas morreram na queda de um Tupolev perto de Qazvin, 200 quilômetros ao noroeste de Teerã, em uma das piores tragédias aéreas da história do Irã.

O aparelho, da companhia aérea iraniana Caspian Airlines, tinha partido às 11h15 (4h15 de Brasília) do aeroporto internacional Imame Khomeini rumo a Yerevan, capital da Armênia, e 16 minutos depois caiu, por enquanto, de causas desconhecidas.

As primeiras investigações indicam que o acidente pode ter acontecido devido a uma falha técnica, mas as autoridades iranianas precisam dos dados das caixas-pretas para confirmar isso.

Viajavam a bordo do aparelho 153 passageiros e 15 tripulantes, dos quais 160 eram de nacionalidade iraniana, seis armênios e dois georgianos. EFE mr/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.