Chuvas torrenciais estão provocando caos na região de Cumbria, no noroeste da Inglaterra, nesta sexta-feira. Centenas de pessoas tiveram que ser resgatadas de casas alagadas por botes e helicópteros da Força Aérea.

Um policial desapareceu depois que uma ponte perto da cidade de Workington foi derrubada pela força das águas. Outras pontes da região também caíram, atrapalhando os transportes e o fornecimento de gás e eletricidade na região.

Reuters
Imagem aérea da ponte que caiu em Workington

Mais de 1,2 mil pessoas ficaram sem luz durante a noite, e a polícia de Cumbria diz ter recebido um grande volume de ligações sobre desaparecidos.

Mais de 20 escolas foram alagadas, enquanto outras estão servindo de abrigo para as pessoas que tiveram que deixar suas casas.

A Agência Ambiental britânica disse que a escala da enchente é "sem precedentes", com o recorde de 314,4 mm de precipitação registrados em 24 horas.

O primeiro-ministro britânico, Gordon Brown, agradeceu aos esforços dos serviços de emergência e disse que está pensando "nas pessoas atingidas".

'Dia mais chuvoso'
Segundo o ministro do meio-ambiente, Hilary Benn, a situação é "muito grave".

"Os números registrados pelos serviços de meteorologia mostram que hoje pode ser o dia mais chuvoso da história da região", afirmou à BBC.

Na Escócia, cerca de 30 estradas foram fechadas por causa de suas "más condições".

No centro e no norte do País de Gales, estradas também foram interditadas e os serviços de trem foram atrapalhados pelo mau tempo. Outras 2 mil pessoas ficaram sem luz.

As autoridades prevêem que as chuvas devem continuar no fim de semana.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.