Enchentes no Vietnã deixam 49 mortos

HANÓI (Reuters) - Enchentes desencadeadas por chuvas torrenciais no norte e centro do Vietnã já deixaram cerca de 49 mortos, disse a mídia estatal vietnamita no domingo, sendo 18 deles na capital, Hanói, atingida pelas piores inundações em mais de 20 anos. Os serviços de meteorologia prevêem mais inundações repentinas nas províncias centrais e do norte do país no domingo e segunda.

Reuters |

O comitê de controle de tempestades e enchentes do governo disse em relatório que os níveis dos rios Hoang Long, Buoi e Ca, no norte do país, continuam muito altos.

De acordo com a mídia estatal, pelo menos 18 pessoas morreram nas enchentes em Hanói, as piores a atingir a capital desde 1984. Entre os mortos estão três crianças que estavam a caminho da escola.

Muitas ruas no centro e na periferia da capital continuam debaixo de água, e moradores foram vistos pescando nas ruas perto do Lago Oeste, o maior da capital.

"Os estoques de alimentos, especialmente hortigranjeiros, estão se esgotando rapidamente, e os preços já se multiplicaram por quatro ou cinco", disse Nguyen Thu Thuy, cuja casa está debaixo de água desde o sábado.

Imagens divulgadas pela televisão no domingo mostraram mais de 90 por cento das áreas que fornecem legumes para a capital debaixo de até um metro de água.

Muitos moradores de Hanói abandonaram seus carros e motocicletas nas ruas.

Até 500 mm de chuva caíram sobre Hanói desde a sexta-feira, interrompendo o trânsito, enquanto avalanches erodiram muitas seções da rodovia norte-sul Ho Chi Minh na província de Thua Thien-Hue.

A principal região agrícola do país, incluindo o cinturão do café do planalto central e a o delta do Mekong, de onde vem a maior parte do arroz consumido no país, não foram afetados pelas chuvas, embora estas tenham prejudicado a colheita de café esta semana.

A colheita deve chegar ao auge em meados de novembro no planalto central, duas semanas antes do normal, mas as chuvas podem prolongar o processo de secagem do café e prejudicar a qualidade dos grãos, dizem comerciantes.

Desde o início do ano, enchentes e tufões já mataram centenas de pessoas nas províncias do norte e centrais do Vietnã. A temporada de temporais termina no próximo mês na região central, que tem grande exposição ao mar.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG