Fortune - Mundo - iG" /

Empresas de emergentes avançam em ranking da Fortune

Os países emergentes avançaram no tradicional ranking anual Global 500, elaborado pela revista americana Fortune e que classifica as 500 maiores empresas do mundo. Os países do Bric (Brasil, Rússia, Índia e China) tiveram um desempenho significativo, em parte por causa do influxo financeiro vindo da extração de petróleo e de metais.

BBC Brasil |

No entanto, a China teve um desempenho sem precedentes, com 29 empresas no ranking, o que representa quase a mesma quantidade de empresas da Itália, Espanha e Austrália juntas.

O Brasil foi representado por cinco empresas: Petrobras (63º), Bradesco (204º), CVRD (235º), Itaúsa - Investimentos Itaú (273º) e Banco do Brasil (282º).

"Há menos de dez anos, Índia, México e Rússia tiveram apenas uma empresa na Global 500. A lista deste ano inclui sete empresas do subcontinente e cinco do México e da Rússia", diz a repórter da Fortune, Jenny Mero.

Estados Unidos
O avanço dos países em desenvolvimento aconteceu em paralelo à queda do número de empresas americanas que aparecem no ranking. Neste ano, apenas 153 empresas dos Estados Unidos entraram para a lista - o menor número em mais de uma década.

Apesar disso, os EUA continuam sendo o país com mais nomes na classificação da Fortune e dono dos primeiro e segundo lugares- a empresa Wal-Mart, no topo da lista, seguida pela Exxon Mobil.

"A lista mostra o menor número de empresas dos EUA em mais de uma década e confirma a proeminência crescente dos mercados emergentes", disse Mero.

No total, as receitas das empresas totalizaram U$23.6 trilhões (R$ 38 tri).

O ranking Global 500 de 2008 está disponível online e será publicado na edição impressa da revista em 21 de julho.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG