Empresário egípcio é formalmente acusado por abuso sexual em hotel de NY

Ex-diretor do Banco de Alexandria e atual presidente de maior produtora de sal no Egito e Oriente Médio foi preso na segunda-feira

iG São Paulo |

O ex-executivo de um banco egípcio Mahmoud Abdel Salam Omar foi acusado formalmente por três crimes de caráter sexual após ter sido denunciado pela camareira de um luxuoso hotel de Nova York, e por isso permanece no complexo penitenciário de Rikers Island.

AP
Foto de 15/07/2010 mostra empresário egípcio Mahmoud Abdel Salam Omar, acusado de abuso sexual nos EUA
"O detido aguarda um advogado particular para pagar a fiança e sair da prisão", disse nesta quarta-feira à agência EFE um porta-voz da Promotoria de Nova York, que explicou que Salam Omar deverá comparecer novamente nesta sexta-feira aos tribunais.

Salam Omar, de 74 anos, ex-diretor do Banco de Alexandria e atualmente presidente da El-Mex Salines Company, a maior produtora de sal no Egito e Oriente Médio, foi preso na segunda-feira logo após a funcionária ter feito a denúncia. A faxineira, uma negra de 44 anos, disse ter sido chamada pelo ex-banqueiro ao quarto no Hotel Pierre, em Manhattan, no domingo.

O juiz do Tribunal Penal de Manhattan, Gerald Lebowits, leu na terça-feira as três acusações contra o ex-banqueiro, impôs uma fiança de US$ 25 mil e apreendeu seu passaporte, informou o Ministério Público em comunicado.

A faxineira disse à polícia que os fatos ocorreram no domingo à tarde quando entrou no quarto para trocar os lençóis. Salam Omar, segundo ela, fechou a porta, aproximou-se dela e começou a tocá-la e beijá-la.

A empregada denunciou o ocorrido na mesma tarde a uma supervisora do hotel, mas demorou 12 horas para informar a polícia de Nova York. Por isso, de acordo com o jornal New York Post, a direção do hotel decidiu nesta quarta-feira suspender temporariamente a supervisora.

O caso acontece duas semanas duas semanas após o ex-diretor-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Dominique Strauss-Kahn , protagonizar caso semelhante que o levou à renúncia.

*Com EFE

    Leia tudo sobre: dominique strausskahnfminova yorksalam omaregito

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG