Empresa sul-coreana anuncia clonagem de cão capaz de sentir odor do câncer

Uma empresa da Coréia do Sul anunciou hoje ter clonado com sucesso quatro cães capazes de sentir o odor de cânceres em humanos.

AFP |

Os quatro labradores negros nasceram mês pasado de um feto, por sua vez clonado, de Marine - uma cadela de seis anos e meio treinada no Japão para detectar, mediante o olfato, o câncer nos pacientes, explica a empresa RNL Bio em comunicado.

A clonagem dos quatro animais, solicitada pela empresa japonesa de células-tronco Seems, foi realizada por uma equipe da Universidade Nacional de Seul, chefiada pelo professor Lee Byeong-Chun e verificada pela escola de medicina do mesmo instituto.

Seems pediu a clonagem uma vez que Marine havia sido submetida a uma cirurgia de extirpação do útero.

"Graças à tecnologia da clonagem, Marine foi capaz de preservar seus genes", acrescenta o comunicado publicado no site da RNL Bio na internet.

Os labradores clonados serão enviados em breve ao Japão para serem treinados como Marine. Dois deles serão depois vendidos a um preço de pelo menos 480.000 dólares cada.

Pesquisadores de vários países investigam se os cães seriam capazes de detectar cânceres precoces e tratáveis no pulmão, mama, próstata e pele.

Acreditam também que as células cancerosas tenham um aroma particular, diferente das saudáveis que, em teoria, podem ser detectadas por cães em mostras de urina e, até mesmo, na respiração.

A RNL Bio é líder da clonagem comercial na Coréia do Sul.

jkw/sm/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG