Empresa responsável por vazamento na Hungria pagará indenização

De acordo com presidente, a MAL estaria disposta a pagar 5,5 milhões de euros para vítimas da catástrofe

AFP |

A empresa húngara MAL, responsável pelo acidente químico que deixou nove mortos e 150 feridos, declarou-se disposta a pagar até 5,5 milhões de euros (US$ 7,3 milhões de dólares) em indenização para as vítimas nos próximos cinco anos, declarou nesta segunda-feira seu presidente.

"MAL estaria disposta a pagar 1,5 bilhão de forints (5,5 milhões de euros) por cinco anos como indenização para as vítimas da catástrofe da lama vermelha em duas semanas", declarou Lajos Tolnay em uma entrevista ao jornal regional on-line Boon.

Ele acrescentou que a lama tóxica produzida pela usina de bauxita-alumínio será armazenada num novo depósito.

Um depósito da usina sofreu uma rachadura e acabou cedendo em 4 de outubro, inundando sete povoados vizinhos e provocando uma catástrofe ecológica.

Mais ou menos 500 dos 800 habitantes retirados de Kolontar - o povoado mais afetado - foram reitegrados a suas casas no sábado passado.


    Leia tudo sobre: hungriavazamentocontaminação

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG