Empresa farmacêutica francesa diz que vacina contra AIDS traz esperanças

Paris, 24 set (EFE).- O grupo farmacêutico francês Sanofi Aventis considerou hoje que os testes clínicos de uma vacina contra a AIDS efetuados na Tailândia permitem esperar que esta possa se transformar um dia em uma realidade.

EFE |

"Fica muito trabalho por fazer para pôr a ponto e provar uma vacina que possa ser homologada e utilizada em escala mundial", explicou em comunicado o responsável de pesquisa da divisão de vacinas de Sanofi, Michel DeWilde.

O grupo farmacêutico reagia assim à apresentação dos resultados de testes clínicos efetuados com 16 mil voluntários, segundo os quais se pôde reduzir a taxa de infecção em 31,2% mediante a combinação das vacinas Alvac HIV e Aidsvax B/E.

O experimento, feito pelo Exército dos EUA, o Ministério da Saúde da Tailândia, o Instituto Fauci e Global Solutions for Infectious Diseases, contou com o apoio de Sanofi.

O diretor-geral da companhia, Christopher Viehbacher, avançou que seu grupo manterá seu compromisso a longo prazo "na pesquisa para a criação de uma vacina contra o HIV junto a pesquisadores do setor público, Governos, ONGs e outros produtores de vacinas para o avanço da ciência".

Os resultados completos do teste da Tailândia se apresentarão no próximo dia 20 de outubro em Paris em uma conferência internacional dedicada à vacina da AIDS. EFE ac/fk

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG