Nova York, 5 jan (EFE).- A companhia de serviços médicos americana Cigna anunciou hoje que cortará 1.

100 empregos, a maioria deles na primeira metade deste ano, o que representa uma redução de 4% de seu elenco.

Além disso, pretende reagrupar algumas instalações nas quais opera, explicou em comunicado de imprensa, no qual não deu mais detalhes.

A companhia prevê encargos após impostos de entre US$ 30 milhões e US$ 40 milhões em suas contas do quarto trimestre de 2008 associados a essas medidas.

Com essas iniciativas, a empresa tenta enfrentar a desaceleração da economia e fortalecer sua competitividade nesse setor.

As ações de Cigna fecharam hoje com alta de 2%, até US$ 18,15, em Nova York. EFE vm/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.