Emissoras denunciam interferências em transmissões no Irã

Londres, 12 fev (EFE).- Três emissoras públicas, a britânica BBC, a norte-americana Voz da América e a alemã Deutsche Welle denunciaram interferências eletrônicas em seus programas de rádio e televisão pelas autoridades iranianas.

EFE |

Segundo as três emissoras públicas, as interferências começaram na quinta-feira, quando o Irã celebrava o 31º aniversário da Revolução Islâmica.

As três companhias denunciaram que, enquanto o Irã pode transmitir livremente para todo o mundo, seu Governo impede que os cidadãos vejam ou escutem programas procedentes do exterior.

Segundo a "BBC", a "Deutsche Welle" e a "Voz da América", as interferências iranianas afetam os serviços do satélite Hotbird, que cobre as audiências de toda Europa e o Oriente Médio.

Os serviços prejudicados são o canal "BBC Persian", o canal de Televisão em persa da "Voz da América" e a rádio "Fardo", os serviços de rádio e televisão da "Deutsche Welle" e a "BBC World News", canal em língua inglesa da emissora pública britânica.

"Condenamos as interferências nesses canais. Transgridem os acordos internacionais e afetam o livre fluxo de transmissões internacionais protegidas pelos tratados internacionais", denunciaram as emissoras em comunicado conjunto.

"As autoridades iranianas estão utilizando os mesmos satélites para emitir livremente a todo o mundo, incluindo seus programas em inglês e em língua árabe, mas impedem que seus cidadãos recebam programas do resto do mundo que lhes chegam pelos mesmos satélites", acrescenta o comunicado.

Um porta-voz do Departamento de Estado disse que tudo parece indicar que os iranianos "tombaram" a rede telefônica, bloquearam mensagens SMS e "estrangularam" as comunicações pela internet.

"O Irã tentou fazer um bloqueio da informação quase completo.

Está claro que o país teme seu próprio povo", disse o porta-voz. EFE jr/fm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG