WASHINGTON (Reuters) - As emissões de dióxido de carbono pela queima de combustíveis fósseis nos Estados Unidos registraram uma queda recorde de 7 por cento em 2009, por causa da recessão econômica e do uso mais eficiente dos combustíveis, disse a Administração de Informação da Energia na quarta-feira.

O dióxido de carbono advindo de fontes energéticas (como carvão, petróleo e gás natural) representam cerca de 80 por cento da produção norte-americana de gases do efeito estufa, responsáveis pela mudança climática. A redução no ano passado foi superior a 400 milhões de toneladas, segundo a AIE.

" /

WASHINGTON (Reuters) - As emissões de dióxido de carbono pela queima de combustíveis fósseis nos Estados Unidos registraram uma queda recorde de 7 por cento em 2009, por causa da recessão econômica e do uso mais eficiente dos combustíveis, disse a Administração de Informação da Energia na quarta-feira.

O dióxido de carbono advindo de fontes energéticas (como carvão, petróleo e gás natural) representam cerca de 80 por cento da produção norte-americana de gases do efeito estufa, responsáveis pela mudança climática. A redução no ano passado foi superior a 400 milhões de toneladas, segundo a AIE.

" /

Emissões de carbono dos EUA tiveram queda recorde de 7% em 2009

WASHINGTON (Reuters) - As emissões de dióxido de carbono pela queima de combustíveis fósseis nos Estados Unidos registraram uma queda recorde de 7 por cento em 2009, por causa da recessão econômica e do uso mais eficiente dos combustíveis, disse a Administração de Informação da Energia na quarta-feira.

O dióxido de carbono advindo de fontes energéticas (como carvão, petróleo e gás natural) representam cerca de 80 por cento da produção norte-americana de gases do efeito estufa, responsáveis pela mudança climática. A redução no ano passado foi superior a 400 milhões de toneladas, segundo a AIE.

Reuters |

WASHINGTON (Reuters) - As emissões de dióxido de carbono pela queima de combustíveis fósseis nos Estados Unidos registraram uma queda recorde de 7 por cento em 2009, por causa da recessão econômica e do uso mais eficiente dos combustíveis, disse a Administração de Informação da Energia na quarta-feira.

O dióxido de carbono advindo de fontes energéticas (como carvão, petróleo e gás natural) representam cerca de 80 por cento da produção norte-americana de gases do efeito estufa, responsáveis pela mudança climática. A redução no ano passado foi superior a 400 milhões de toneladas, segundo a AIE.

"Embora as emissões tenham declinado em três dos últimos quatro anos, 2009 foi excepcional", disse o relatório anual da agência, responsável pelas estatísticas do Departamento de Energia.

Esse foi o maior declínio anual desde que a série histórica começou, há mais de 60 anos. De 2000 a 2009, o declínio médio nas emissões anuais dos EUA foi de 0,9 por cento, segundo a AIE.

(Reportagem de Timothy Gardner e Tom Doggett)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG