são melhores para fertilização in vitro - Mundo - iG" /

Embriões congelados são melhores para fertilização in vitro

Um estudo dinamarquês sugere que embriões congelados são melhores para os tratamentos de fertilização in vitro (IVF). Os cientistas descobriram que bebês nascidos de embriões que foram congelados, descongelados e depois transferidos para o útero tinham maior peso do que os que haviam nascido de embriões que não passaram pelo processo.

BBC Brasil |

O estudo, que analisou 19 mil bebês, também não identificou aumento no risco de má formação congênita entre os que nasceram de embriões congelados.

Durante a conferência da Sociedade Européia para Reprodução Humana e Embriologia, em Barcelona, os especialistas explicaram que os embriões congelados são de melhor qualidade - portanto geram bebês mais saudáveis - porque conseguem sobreviver ao processo de congelamento e descongelamento.

"Apenas os embriões de melhor qualidade resistem ao processo de congelamento e descongelamento", afirmou Anja Pinborg, coordenadora do estudo.

Peso
Congelar embriões permite aos casais ter várias possibilidades de ciclos de fertilização a partir de uma única coleta de óvulos.

Isto também significa uma diminuição na quantidade de vezes que as mulheres devem tomar remédios para induzir a ovulação.

Como os médicos querem evitar nascimentos múltiplos, é comum que apenas um embrião, que é fertilizado em laboratório, seja transferido para o útero enquanto o resto é congelado.

Neste estudo, os pesquisadores compararam 1,2 mil bebês nascidos de embriões congelados entre 1995 e 2006 na Dinamarca com 17,8 mil bebês desenvolvidos a partir de embriões frescos.

Entre os bebês nascidos de embriões congelados, um número menor de bebês foi admitido em unidades neonatais, o que deve ser explicado, afirmam os pesquisadores, porque houve um maior índice de nascimentos múltiplos decorrentes de embriões frescos, exigindo cuidados especiais.

Finalmente, as gravidezes tiveram uma duração um pouco mais no grupo dos embriões congelados e os bebês eram, em média, 200 gramas mais pesados.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG