Emboscada rebelde mata 14 militares em Darfur

Cartum, 9 jun (EFE).- Pelo menos 14 militares morreram em uma emboscada de um grupo rebelde de Darfur na região de Um Kadada na região de Darfur Norte, no oeste do Sudão, informou hoje o Exército sudanês.

EFE |

Segundo um comunicado assinado pelo porta-voz das Forças Armadas sudanesas, Ozman Mohammed al Agbash, o ataque foi realizado pelo Movimento de Libertação do Sudão-Facção Unidade, uma cisão de um dos principais grupos rebeldes que pegou armas contra o regime em janeiro 2003.

A nota assegura que, no ataque, os militares mataram milicianos rebeldes e que o restante havia escapado, embora não tenha fornecido números.

Horas antes, o líder desta facção do Movimento de Libertação do Sudão (MLS), Suleiman Jamous, tinha anunciado em outro comunicado que seus homens tinham realizado uma emboscada esta manhã a uma caravana de forças do Exército e de milicianos árabes pró-governo "Yanyawid".

Em sua nota, o líder rebelde não especificava o número de baixas e se limitava a dizer que o comboio militar era composto por 67 veículos que tinha atacado várias regiões próximas da localidade de Al Tawisha, no leste de Darfur.

O conflito de Darfur começou em janeiro de 2003 quando dois grupos armados se rebelaram contra o Governo pela situação de pobreza na qual se encontrava imersa esta região.

Desde então, pelo menos 200 mil pessoas morreram e outros 2,5 milhões se viram obrigadas a abandonar seus lares, segundo a ONU.

EFE az-jfu/bm/plc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG