Emboscada das Farc mata 5 policiais e fere outros 3 na Colômbia

Presidente colombiano disse que lutará contundentemente contra o grupo, enquanto houver "terrorismo"

EFE |

Supostos guerrilheiros das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) mataram cinco policiais e deixaram outros três feridos em uma emboscada a uma patrulha da instituição em uma via rural do departamento (estado) de Caquetá, sul do país, nesta quarta-feira.

O secretário do Governo de Caquetá, Edilberto Ramón Endo, assinalou à rádio "RCN" que a emboscada aconteceu quando os policiais se mobilizavam entre as localidades de Ríonegro e El Doncello, em uma região de floresta.

Segundo Endo, por volta das 19h30 locais os guerrilheiros acionaram uma bomba de alto poder, e o veículo que levava a patrulha foi incinerado, causando as cinco mortes e deixando três feridos. A patrulha policial fazia trabalhos de registro e controle na zona em onde as Farc mantêm pequenos grupos.

Os feridos foram transferidos ao Hospital de Florencia, capital de Caquetá. Desde a chegada ao poder do presidente colombiano, Juan Manuel Santos, no último dia 5 de agosto, as Farc disseram estar prontas para dialogar com o novo Governo.

No entanto, Santos disse que lutará contundentemente contra as Farc enquanto seguirem com o "terrorismo", e reitera que é necessário que os rebeldes deixem de sequestrar e libertem todos os reféns, e por isso desautorizou negociações de paz paralelas.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG