Ramiro Valdés, emblemático dirigente da Revolução Cubana, retornou ao influente Bureau Político do Partido Comunista (PCC), onde ocupou um assento até 1992, ao ser eleito em uma reunião plenária desse órgão, onde o presidente Raúl Castro convocou seu VI Congresso.

Valdés, de 75 anos, é um dos três Comandantes da Revolução (honorífico), membro do Conselho de Estado, ministro da Informática e Comunicações, e um dos mais próximos a Fidel e Raúl Castro desde a tomada do quartel de La Moncada em 1953.

Segundo o jornal oficial Granma desta terça-feira, também foram eleitos para o principal órgão do PCC o general Alvaro López Miera, de 64 anos, chefe do Estado-Maior das Forças Armadas Revolucionárias (FAR), e Salvador Valdés Mesa, de 62 anos, secretário-geral da Central de Trabalhadores de Cuba (CTC, única).

cb/dm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.