Publicidade
Publicidade - Super banner
Mundo
enhanced by Google
 

Embarcação grega capturada por piratas é libertada, mas 3 tripulantes morrem

Nairóbi, 13 nov (EFE).- Um cargueiro grego, seqüestrado por piratas somalis em outubro, foi libertado na sexta-feira à noite, mas três membros da tripulação morreram, disse hoje Andrew Mwangura, diretor do Programa de Assistência aos Marinheiros.

EFE |

"Três tripulantes morreram em circunstâncias que desconhecemos", disse Mwangura à Agência Efe, acrescentando que "não se sabe ainda se foi pago um resgate pela libertação do navio".

A embarcação grega "Action" foi seqüestrada em 11 de outubro em águas do Golfo de Áden, quando viajava do Sudeste Asiático para o Canal de Suez com 20 tripulantes a bordo - 17 georgianos e 3 paquistaneses.

Após ser libertada ontem à noite, a embarcação, de propriedade grega e bandeira panamenha, "dirige-se a águas seguras", esclareceu Mwangura.

Este é o segundo navio grego libertado nos últimos dias, depois que, em 28 de novembro, outra embarcação dessa nacionalidade - com bandeira maltesa - ficou livre após mais de dois meses de seqüestro.

Naquela ocasião, os 25 membros da tripulação, de nacionalidade filipina, encontravam-se "em bom estado".

A intensa atividade dos piratas no litoral somali levou na quarta-feira passada à realização de uma conferência internacional sobre pirataria em Nairóbi, com a presença de 42 delegações de especialistas de todo o mundo convidados pela agência da ONU para a Somália (Unpos).

Entre outras conclusões, os participantes destacaram a necessidade de criar "um marco legal, ter políticas comuns e reforçar a vigilância marítima", além de promover o aumento de penas para os detidos acusados de pirataria. EFE pa/an

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG