compromisso pessoal de Lula e Bush - Mundo - iG" /

Embaixadora dos EUA destaca compromisso pessoal de Lula e Bush

Bruxelas, 13 jan (EFE).- A embaixadora dos EUA na União Européia (UE), Kristen Silverberg, destacou hoje o compromisso pessoal entre o presidente americano, George W.

EFE |

Bush, e brasileiro, Luiz Inácio Lula da Silva.

Ela deu esta declaração durante um café da manhã informativo sobre a política externa de transição, no qual também apontou hoje a "possibilidade" de que a administração de Barack Obama tenha "um enfoque diferente" sobre o embargo a Cuba.

"Não acho que os desafios colocados por países como a Venezuela ou Cuba acabem da noite para o dia, mas talvez haja um enfoque diferente sobre o tema das sanções" a Havana, afirmou Silverberg.

Durante a campanha eleitoral, o presidente eleito se mostrou favorável a relaxar as sanções a Cuba, impostas há quase 50 anos, e disse estar disposto a se reunir com o dirigente cubano, Raúl Castro.

Lula foi citado por Silverberg entre os bons vínculos com a América Latina do atual presidente americano, George W. Bush, assim como "grande sucesso" da aproximação com a Colômbia.

Enquanto isso, na segunda-feira, Obama prometeu "uma nova página" nas relações entre o norte e o sul do continente americano durante seu mandato, durante reunião com o presidente mexicano, Felipe Calderón.

A emissora de TV "CNN" disse hoje que Obama assinará uma ordem executiva para fechar a prisão para suspeitos de terrorismo de Guantánamo (Cuba), assim que chegar Casa Branca.

No entanto, a embaixadora Silverberg (que explicou que não manterá seu posto) destacou que espera uma "suave transição" entre Governos a partir da posse de Obama, em 20 de janeiro.

Entre as posições de política externa nas quais não espera mudanças, citou o apoio americano ao "direito de Israel de se defender dos ataques terroristas", em referência ao atual conflito na Faixa de Gaza.

Silverberg previu que, nas primeiras semanas de mandato, a administração de Obama se concentrará em assuntos internos, especialmente os econômicos, embora afirme que também neste assunto tentará "avançar com a União Européia". EFE met/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG