Embaixador irlandês vai a Cartum tentar libertação de reféns

Londres, 4 jul (EFE).- O embaixador da Irlanda no Cairo, Gerry Corr, foi a Cartum para ajudar na libertação de dois voluntários, uma delas irlandesa, sequestradas na noite passada em Darfur.

EFE |

Assim informou o Ministério de Assuntos Exteriores irlandês, segundo o qual Corr tentará conseguir a libertação da irlandesa Sharon Commins, de 32 anos, e de sua colega ugandense, Hilda Kawuki.

As duas mulheres, que trabalhavam para a Goal, uma organização humanitária irlandesa, foram sequestradas por um grupo de cerca de oito homens armados perto da localidade de Kutum, no norte de Darfur.

A presidente irlandesa, Mary McAleese, expressou sua profunda preocupação e transmitiu à família da cooperante irlandesa sua esperança de que as duas sequestradas sejam colocadas em breve em liberdade, segundo um porta-voz.

Este é o terceiro sequestro de voluntários estrangeiros desde março nessa região desde que o Tribunal Penal Internacional (TPI) emitiu, em 4 de março, uma ordem de detenção contra o presidente sudanês, Omar al-Bashir, por crimes de guerra e de lesa-humanidade na região.

Em 4 de abril, duas voluntários - uma francesa e uma canadense - da organização Ajuda Médica Internacional foram sequestradas na região, mas depois foram liberadas pelos sequestradores.

Um mês antes, seis integrantes da organização Médicos Sem Fronteiras foram capturados em Darfur, mas ficaram livres pouco depois. EFE jr-az-aj-ssa/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG