Embaixador do Paquistão na Índia recebe carta com ameaça de morte

Nova Délhi, 25 jan (EFE).- O embaixador do Paquistão na Índia, Shahid Malik, recebeu uma carta ameaçando-o de morte caso não deixe o país vizinho, informou hoje uma fonte da representação diplomática paquistanesa.

EFE |

A carta, de três páginas, faz referência ao envolvimento de paquistaneses no massacre terrorista de Mumbai, ocorrido no fim de novembro do ano passado.

Além disso, intima Malik a deixar a Índia, sob o risco de o diplomata ter de enfrentar as "funestas consequências" de sua recusa em atender ao pedido, contou a fonte, citada pela agência "Ians".

"O alto comissário (como são conhecidos os embaixadores nos países da Comunidade Britânica de Nações) recebeu uma carta anônima avisando que ele será assassinado se não deixar a Índia", disse a fonte, que preferiu não se identificar.

Aparentemente, a carta chegou há uma semana à representação diplomática paquistanesa em Nova Délhi.

As autoridades do Paquistão pediram ao Governo indiano proteção para seu embaixador e o reforço das "medidas de segurança".

A carta adverte que, se a ameaça não for levada a sério, "é 200% seguro de o enviado ser assassinado", segundo a "Ians".

A ameaça é feita em meio ao aumento da tensão entre Índia e Paquistão, cujas relações voltaram a ficar estremecidas após os ataques que, no fim de 2008, mataram 179 pessoas em Mumbai. EFE amp/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG