Embaixador da Venezuela nos EUA cancela entrevista e prepara volta a Caracas

Washington, 12 set (EFE).- O embaixador da Venezuela nos Estados Unidos, Bernardo Álvarez, cancelou uma entrevista coletiva prevista para hoje e está preparando seu retorno a Caracas, em meio a um aumento das tensões entre os dois países, informaram fontes venezuelanas.

EFE |

Em um breve comunicado, a Embaixada da Venezuela em Washington indicou que a entrevista coletiva prevista para as 10h (11h de Brasília) foi cancelada, mas não deu explicações.

O motivo dessa entrevista coletiva era destacar os avanços da Venezuela na luta contra o narcotráfico, um dos assuntos nos quais Washington criticou Caracas devido à falta de cooperação.

O retorno de Álvarez a Caracas ocorre em um momento de renovadas tensões entre os Estados Unidos e a Venezuela, depois que o presidente venezuelano, Hugo Chávez, informou na quinta-feira sobre a expulsão do embaixador americano em seu país.

Durante um discurso televisionado, Chávez deu um ultimato de 72 horas ao embaixador americano, Patrick Duddy, para sair da Venezuela, e disse que também estava convocando Álvarez para consultas.

"O embaixador (Duddy) tem 72 horas para deixar o território, e mandei por nosso embaixador", disse Chávez durante um ato de apoio aos candidatos governistas para as eleições de prefeitos e governadores em novembro.

Chávez tomou a decisão de expulsar Duddy em solidariedade ao Governo do presidente boliviano, Evo Morales, que, na quarta-feira, anunciou que estava expulsando o embaixador dos EUA em La Paz, Philip Goldberg.

Horas antes, Chávez havia confirmado a detenção de um grupo de supostos conspiradores que estariam preparando um complô para assassiná-lo. EFE mp/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG