Embaixador da Colômbia na OEA apresenta renúncia

Bogotá, 20 mai (EFE).- O embaixador da Colômbia na Organização dos Estados Americanos (OEA), Camilo Ospina, apresentou hoje sua renúncia irrevogável, que se tornará efetiva a partir de 18 de junho, informou a imprensa local, que reproduziu o texto da saída do diplomata.

EFE |

Na carta, datada de hoje em Washington e dirigida ao presidente Álvaro Uribe, Ospina agradece "a honra de poder ter servido a Colômbia em momentos históricos".

Ele acrescenta que sempre agiu "com a força e convicção que concede o saber que se agiu com absoluto apego à lei na busca do interesse geral do povo".

O embaixador foi o encarregado de defender a Colômbia no ano passado durante uma sessão do Conselho Permanente da OEA das acusações do Equador por causa do bombardeio a um acampamento das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) instalado no país.

Ospina, que também foi ministro da Defesa e secretário jurídico da Presidência colombiana, deseja integrar um grupo para escolher o substituto do atual procurador-geral da Nação, Mario Iguarán, que encerra sua gestão em agosto. EFE ocm/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG