Embaixador conversa com professora francesa detida no Irã

Teerã, 8 jul (EFE).- O embaixador da França no Irã, Bernard Poletti, conversou hoje brevemente com a professora francesa detida na prisão de Evin, Clotilde Reiss, aparentemente acusada de participar dos protestos contra a polêmica reeleição do presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad.

EFE |

Segundo as autoridades francesas, Reiss, que leciona na Universidade de Isfahan, foi detida na quarta-feira passada no aeroporto quando tentava abandonar o país.

Fontes diplomáticas confirmaram hoje que o embaixador tinha conseguido falar com a professora depois de o presidente francês, Nicolas Sarkozy, ter exigido sua imediata libertação na terça-feira.

A França assegura que Reiss foi detida por enviar informações sobre os protestos em Isfahan a um amigo em Teerã por e-mail.

Nas últimas semanas, o Irã foi palco de violentos protestos contra a polêmica reeleição de Ahmadinejad, que a oposição denunciou como fraudulenta. EFE jm/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG