Embaixador brasileiro confirma ajuda logística para libertar reféns das Farc

Bogotá, 23 jan (EFE).- O embaixador brasileiro na Colômbia, Valdemar Carneiro Leão Neto, confirmou hoje em Bogotá que o Brasil fornecerá os meios logísticos para receber os seis reféns que as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) se propuseram a pôr em liberdade.

EFE |

"Vamos brindar à operação os meios logísticos, mas é uma operação feita sob a responsabilidade da Cruz Vermelha (internacional)", disse o diplomata à imprensa na Casa de Nariño, sede do Executivo em Bogotá.

Leão Neto afirmou que a colaboração brasileira com a missão humanitária foi solicitada pelo Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV).

"Dissemos à Cruz Vermelha que sim, sempre que o Governo (colombiano) desse seu consentimento prévio", afirmou o diplomata, que foi à Casa de Nariño para a habitual saudação de começo de ano do presidente Álvaro Uribe ao corpo diplomático credenciado na Colômbia.

"Sempre manifestamos nosso interesse em ajudar", ressaltou o embaixador brasileiro, que esclareceu que a participação do Brasil não vai além de fornecer os meios logísticos necessários, que basicamente serão dois helicópteros. EFE jgh/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG