Embaixador americano diz que viveu seu dia mais feliz em Bogotá

Bogotá, 2 jul (EFE).- O embaixador dos Estados Unidos na Colômbia, William Brownfield, afirmou que viveu hoje seu dia mais feliz desde que chegou a Bogotá, há dez meses, depois do resgate de três americanos seqüestrados há mais de cinco anos pelas Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc).

EFE |

Brownfield informou na sede da Embaixada que conversou por duas horas com os americanos Thomas Howes, Keith Stansell e Marc Gonsalves, que foram seqüestrados em 13 de fevereiro de 2003 e já viajaram aos EUA para se reencontrar com suas famílias.

Os três americanos foram libertados pelo Exército colombiano no sul do país junto com outros doze reféns, entre eles a ex-candidata presidencial Ingrid Betancourt e onze militares e policiais.

"Hoje é o dia mais feliz para mim desde que cheguei à Colômbia, há mais de dez meses", afirmou o diplomata.

No entanto, Brownfield lembrou que "ainda há 25 reféns das Farc que têm valor político" para o grupo rebelde, além dos "outros 700 a dois mil reféns que estão em seu poder por razões extorsivas".

Os 15 reféns libertados hoje faziam parte de um grupo de 40 seqüestrados que as Farc pretendem trocar por cerca de 500 rebeldes presos.

"A Colômbia é melhor agora do que era na manhã de hoje. Três famílias americanas e doze colombianas estão desfrutando seu dia mais feliz em mais de cinco anos", expressou o embaixador. EFE gta/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG