O Paquistão representa agora um problema mais importante que o Afeganistão, afirmou o embaixador dos Estados Unidos em Cabul, Christopher Dell, em uma entrevista ao jornal britânico The Guardian.

"Agora, o Paquistão está se transformando em um problema mais importante", declarou o diplomata.

"Sem dúvidas, o Paquistão tem feito do islamismo radical uma parte de sua vida política e, ao que parece, agora é um elemento profundamente arraigado em sua cultura política. Isto torna as coisas muito difíceis", explicou.

O diplomata concedeu a entrevista pouco antes do atentado de terça-feira em Lahore (leste do Paquistão) contra a seleção de críquete do Sri Lanka, que matou seis policiais e dois civis paquistaneses. O ataque colocou mais uma vez em questionamento a capacidade paquistanesa para vencer o terrorismo.

Questionado sobre a situação na região tribal na fronteira Paquistão-Afeganistão, onde estão estabelecidos os extremistas radicais, Dell afirmou que não existe uma "solução milagrosa".

"É um desafio muito difícil de alcançar e sim, provavelmente mais difícil que o Afeganistão".

Dell advertiu ainda que o envio de reforços militares ao Afeganistão provocará um aumento dos combates.

lv/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.