As embaixadas dos Estados Unidos e da Austrália na Indonésia foram objeto nesta terça-feira de ameaças de atentados, relacionadas à iminente execução de três condenados à morte pelos atentados cometidos em Bali em 2002.

O porta-voz da embaixada americana confirmou que a representação recebeu uma carta com a ameaça, caso os condenados sejam executados. A embaixada australiana se recusou a fazer comentários a respeito.

A polícia indonésia revistou as proximidades dos prédios e reforçou as medidas de segurança.

Desde 1º de novembro, a Indonésia está à espera da execução de Ali Ghufron, 48 anos, Amrozi, 47, e de Iman Samudra, 38, que podem ser fuzilados a qualquer momento na ilha de Nusakambangan (sul de Java), onde estão presos.

Os três foram condenados à morte em 2003 pelos atentados que mataram 202 pessoas, esencialmente turistas estrangeiros, na cidade de Kuta em 12 de outubro de 2002. Os ataques foram atribuídos à Jemaah Islamiya, rede terrorista islamita do sudeste asiático.

pmr-aa/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.