Embaixada dos EUA no Iêmen fecha por ameaças da Al Qaeda

SANAA (Reuters) - A embaixada dos Estados Unidos no Iêmen fechou por conta das ameaças da al Qaeda e orientou os seus funcionários iemenitas a não voltar ao prédio até um novo aviso, afirmou a embaixada neste domingo. Os funcionários iemenitas da embaixada afirmaram à Reuters que eles foram orientados a ficar em casa.

Reuters |

"A embaixada dos Estados Unidos foi fechada em resposta à ameaças da Al Qaeda de atacar interesses norte-americanos no Iêmen", afirmou o comunicado no site da embaixada.

Diplomatas norte-americanos não foram localizados para comentários.

Autoridades norte-americanas afirmaram nos últimos dias que o país buscava formas de aumentar a cooperação com o Iêmen para a repressão à Al Qaeda.

O nigeriano que tentou e não conseguiu explodir um avião dos Estados Unidos no Natal teria recebido treinamento no Iêmen.

A Al Qaeda afirmou que o atentado fracassado foi uma retaliação ao apoio dos EUA ao governo do Iêmen.

(Reportagem de Mohamed Sudam)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG