Embaixada dos EUA na África do Sul reabre após ameaças recentes

JOHANNESBURGO (Reuters) - Todas as instalações do governo norte-americano na África do Sul devem voltar a funcionar de normalmente na sexta-feira após terem fechado devido a uma não revelada ameaça à segurança, informou nesta quarta-feira a embaixada norte-americana no país. As instalações fecharam as portas na terça-feira depois de uma ameaça à segurança. O Departamento de Estado norte-americano disse que a ameaça estava baseada em uma informação bastante crível.

Reuters |

A África do Sul, que se prepara para ser sede da Copa do Mundo de 2010, não é considerada alvo de ataques.

Rebeldes somalis prometeram vingar a morte, na semana passada, de um dos suspeitos da Al Qaeda mais procurados do continente em uma operação conduzida por comandos norte-americanos. Porém, nunca houve um vínculo anterior entre insurgentes somalis e a África do Sul.

Ataques a bomba contra embaixadas norte-americanas no Quênia e na Tanzânia, em 1998, provocaram a morte de 224 pessoas e deixaram milhares de feridos.

(Reportagem de Michael Georgy)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG