Embaixada dos EUA em Cartum desaconselha viagem ao Sudão

Cartum, 4 out (EFE).- A embaixada dos Estados Unidos em Cartum, capital do Sudão, recomendou hoje, em um comunicado, que os americanos não viajem para o país africano, especialmente para região ocidental de Darfur.

EFE |

Segundo a nota, a advertência se deve ao fato de que "a violência entre as forças governamentais e as várias milícias rebeldes ainda continua".

Aos americanos que mesmo assim viajarem ao Sudão, a embaixada aconselha que "revisem a situação de segurança, adotem as devidas precauções, notifiquem os lugares nos quais estiverem e registrem seus números de telefone para contatos em caso de emergência".

O texto ressalta ainda a existência de um grupo, autodenominado Organização da Al Qaeda na terra dos rios Nilo - em alusão ao Sudão, onde o Nilo azul e o Nilo branco se unem em um só em Cartum -, que ameaçou atacar americanos no país.

Além disso, a embaixada alertou para outro grupo que anunciou que continuará sua luta contra os EUA e seus aliados, após assumir a autoria do assassinato do diplomata americano Michael Granfield.

Granfield e seu motorista, Abdel-Rahman Abbas, foram mortos a tiros em um bairro do centro de Cartum no começo do ano. EFE az/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG