TEGUCIGALPA - O Governo de Honduras afirmou hoje que a Embaixada do Brasil em Tegucigalpa perderá seu status diplomático em dez dias, mas descartou que isso signifique uma possível intervenção no local para capturar o presidente deposto hondurenho, Manuel Zelaya.

"O privilégio (do Brasil) de ter uma missão em Honduras acaba em dez dias por reciprocidade, mas isso não é um elemento para dizer que o senhor Zelaya ficará na rua ou que fica em aberto uma intervenção para capturá-lo", declarou em entrevista coletiva o chanceler do Governo de fato hondurenho, Carlos López.

Leia também:

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.