A embaixada dos Estados Unidos no Iêmen voltou a abrir nesta terça-feira, depois de passar dois dias fechada pelas ameaças da Al-Qaeda e 24 horas após uma operação antiterrorista das forças iemenitas.

Em um comunicado divulgado na internet, a embaixada explica que a decisão foi tomada depois das operações antiterroristas exitosas executadas pelas forças de segurança iemenitas ao norte da capital.

Dois membros da Al-Qaeda foram mortos na ação de segunda-feira.

"As ameaças de ataques terroristas contra alvos americanos continuam sendo importantes", completa o comunicado, que também pede aos americanos no Iêmen que permaneçam vigilantes e adotem medidas de segurança.

Leia mais sobre: Estados Unidos

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.