La Paz, 20 jan (EFE).- A Embaixada dos Estados Unidos na Bolívia espera que a chegada de Barack Obama à Casa Branca permita mudar as relações entre os dois países, afirmou hoje seu encarregado de Negócios, Kris Urs.

Segundo Urs, "a mudança de presidente é um momento de poder mudar as coisas", ponderando que "as relações bilaterais são de mão dupla e, portanto, dependem de dois Governos".

Ele se referiu assim à possibilidade de que as deterioradas relações entre seu país e Bolívia melhorem com o Governo de Barack Obama, que também foi vista com esperança pelo Governo de Evo Morales.

"Há muito entusiasmo e expectativa pela nomeação do novo presidente (...) tanto nos EUA como em outros países do mundo. É um momento para renovar nossa democracia", apontou.

O encarregado de negócios da embaixada americana afirmou que "sempre existiu" por parte do desde hoje ex-presidente George W.

Bush "um desejo de melhores relações" e se mostrou esperançoso de que também seja assim com Obama.

Urs é o principal responsável da Embaixada dos EUA na Bolívia depois que Morales expulsou, em setembro, seu embaixador, Philip Goldberg, que acusou de orquestrar uma conspiração contra ele.

Washington respondeu na mesma moeda, expulsando o embaixador boliviano Gustavo Guzmán e, posteriormente, cancelou à Bolívia os benefícios tarifários que concede aos países da região andina como compensação aos seus esforços contra o narcotráfico. EFE lav/jp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.