Em último ato de 2008, Uribe volta a pressionar Farc

Bogotá, 31 dez (EFE).- O presidente colombiano, Álvaro Uribe, pediu hoje aos guerrilheiros das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) que deixem as armas e entreguem os reféns, em uma saudação de fim de ano feita no município de Caimito, no departamento (estado) de Sucre.

EFE |

O presidente fez um pedido aos colombianos para que não permitam que com "manipulações políticas" de dêem novas vantagens ao terrorismo e garantiu aos que permanecem seqüestrados que continuará trabalhando para buscar sua libertação.

"Em nome da segurança, da firmeza para enfrentar o terrorismo, hoje vamos alcançando a paz. Não devemos permitir que a segurança seja substituída pelo apaziguamento, porque isso nos conduz novamente a escravizar os colombianos frente ao terrorismo", afirmou.

Este ano recuperaram a liberdade vários dirigentes políticos, entre eles a ex-candidata presidencial Ingrid Betancourt, militares, policiais e três americanos. EFE fer/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG