Em programa de TV, Obama volta a criticar AIG por pagar bônus

Washington, 19 mar (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, se declarou hoje atônito com o pagamento de US$ 165 milhões feito pela seguradora AIG a seus executivos, apesar de a empresa ter pedido US$ 170 bilhões para evitar a quebra.

EFE |

Obama compareceu hoje ao "The Tonight Show with Jay Leno", um programa da TV americana gravado ao vivo, com platéia, e que será transmitido na madrugada de hoje.

Em sua participação, o presidente, que fez parte de 20 minutos do programa que dura cerca de uma hora, se centrou em falar de economia e usou um discurso duro para falar dos pagamentos de bonificações feitos pela AIG.

"A pergunta é quem, em seu são julgamento, quando a companhia está quebrando, decide que vai pagar uma pilha de bonificações às pessoas?", questionou Obama.

"Acho que isso descreve uma mentalidade mais generalizada que existia em Wall Street, onde acho que as pessoas tinham essa atitude, que pensavam que eram os melhores e, portanto, mereciam US$ 10, ou US$ 50, ou US$ 100 milhões em pagamentos extras", comentou.

Perguntado pelo apresentador se alguém deveria ir à prisão pelos erros no sistema financeiro, Obama respondeu que "o desagradável é que a maior parte das coisas que causaram os problemas eram perfeitamente legais".

"Isso é um sinal de até que ponto devemos mudar nossas leis",disse o presidente, que participou do programa durante uma visita a Los Angeles, na Califórnia, para promover sua proposta orçamentária. EFE mv/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG