Em novo dia sem medalhas, Brasil obtém importantes vitórias no vôlei

Redação Central, 20 ago (EFE).- Em um dia sem conquistas, no qual perdeu duas posições no ranking de medalhas dos Jogos Olímpicos de Pequim, o Brasil obteve como consolo vitórias importantes nos torneios de vôlei de quadra e de praia, que deixam o país próximo de conquistas importantes no evento.

EFE |

Após um começo de competição instável, a seleção masculina de vôlei, comandada pelo técnico Bernardinho, demonstrou definitivamente sua força, ao bater os anfitriões chineses por 3 sets a 0.

No início da partida, no entanto, o placar apertado deu a impressão que seria um duelo complicado. Após a primeira parada técnica, no entanto, a equipe treinada por Bernardinho começou a se distanciar no placar e, com um ataque de Samuel, fechou o set com uma vantagem confortável.

Já na volta do intervalo, os brasileiros foram bem em todos os fundamentos e não deram chances para a China. Sem ser ameaçado, o Brasil fechou mais um set com uma grande vantagem, após um ataque de Giba.

O meio-de-rede Gustavo foi o destaque da seleção brasileira na última etapa, quando Bernardinho pôs em quadra Rodrigão e deu mais uma chance a Samuel.

Com um bloqueio de Gustavo, o Brasil chegou a abrir 16 a 8 e esta grande vantagem se manteve até o final. O mesmo central foi o responsável pela jogada que encerrou a partida, um ataque que a defesa da China não conseguiu segurar.

Com a vitória, a equipe se classificou para as semifinais da competição, na qual enfrentará a Itália, que bateu a Polônia por 3 sets a 2.

Já na praia, um resultado surpreendente em uma semifinal brasileira: os azarões Márcio e Fábio Luiz bateram os favoritos Ricardo e Emanuel, por 2 sets a 0, e passaram à grande final da competição.

Ricardo e Emanuel, que chegaram como favoritos na Arena de Vôlei de Praia, foram surpreendidos logo no primeiro set, com Márcio e Fábio Luiz abrindo 4 a 1. Os campeões olímpicos chegaram a alcançar os adversários no placar e fizeram 20 a 20.

Entretanto, num erro de Ricardo, Márcio e Fábio Luiz fecharam em 22 a 20.

Na segunda parcial, Ricardo e Emanuel mostraram que iriam buscar o empate e chegaram a dominar o início, fazendo 3 a 2. Entretanto, Márcio e Fábio Luiz se recuperaram e fizeram 17 a 14, mantendo a tranqüilidade para fechar em 21 a 18 e garantir ao menos uma prata para o Brasil.

A dupla vencedorá terá pela frente agora os americanos Rogers e Dalhausser, a 0h de sexta.

Já Ricardo e Emanuel encaram os brasileiros Jorge e Renatão, que defendem a Geórgia, na disputa do bronze, às 22h de quinta.

Principal esperança de medalha do Brasil no dia, o velejador Ricardo Winicki, o Bimba, terminou em quinto na classificação geral da classe RS:X, resultado inferior ao que havia obtido nos Jogos de Atenas, em 2004, quando terminou em quarto lugar.

Já Robert Scheidt e Bruno Prada voltaram a ocupar a terceira posição na décima regata da classe star de vela, e chegam para a medal race com boas chances de pódio.

Faltando apenas a medal race, Scheidt e Prada estão com 47 pontos perdidos - contra 33 dos suecos Fredrik Loof e Anders Ekstrom, e 35 dos britânicos Iain Percy e Andrew Simpson.

No taekwondo, o brasileiro Márcio Wenceslau ficou fora da briga pela medalha de bronze, após seu algoz nas quartas-de-final, o espanhol Juan Antonio Ramos, perder para o dominicano Yulis Gabriel Mercedes nas semifinais.

Wenceslau dependia da vitória de Ramos para ir à repescagem da categoria até 58 kg e tentar chegar a uma medalha de bronze. Desta forma, sua participação nos Jogos está encerrada.

Por sua parte, Juliana Veloso deu adeus aos Jogos ao ficar somente na 23ª colocação na eliminatória dos saltos ornamentais.

No atletismo, o gaúcho Fabiano Peçanha conseguiu se classificar às semifinais dos 800m rasos, no Estádio Nacional.

O atleta ficou em quarto em sua eliminatória, resultado que não garantia a classificação. No entanto, seu tempo, 1min46s54, foi o 16º melhor da primeira fase e permitiu que Fabiano avançasse na competição.

Já Kléberson Davide chegou em quinto lugar na eliminatória dos 800m rasos. Largando na raia nove, o atleta fez o tempo de 1min48s53 e não conseguiu a classificação direta para a próxima fase. Apenas os dois primeiros avançam na competição.

Fábio Gomes da Silva também foi eliminado, no salto com vara, após não ter superado os 5,55 metros no Estádio Nacional.

Ouro nos Jogos Pan-Americanos de 2007, no Rio de Janeiro, Fábio não avançou para a próxima fase da disputa na capital chinesa. EFE plc/dp/gs

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG