Em Moscou, Kadafi pede a Putin cooperação em prol da paz

Moscou, 1 nov (EFE).- O presidente líbio, Muammar Kadafi, afirmou hoje que considera necessário restabelecer os mecanismos de preservação da paz e a segurança internacional, durante uma reunião em Moscou com o primeiro-ministro russo, Vladimir Putin.

EFE |

"Consideramos muito importante nossa tarefa comum de restabelecer e fortalecer os mecanismos de manutenção da paz e a segurança internacional, algo impossível de conseguir sem garantir o equilíbrio estratégico nos âmbitos econômico e de segurança", afirmou.

Segundo Kadafi, a ausência ou alteração de tal equilíbrio estratégico leva a "problemas econômicos, de segurança e crises".

"Devemos juntar nossos esforços e fazer todo o possível para que todos respeitem o direito internacional e, antes de tudo, a Carta da Organização das Nações Unidas (ONU)", disse Kadafi, que se mostrou preocupado com a atitude dos países que "ultrapassam o marco da legalidade internacional".

Por outro lado, o presidente líbio se mostrou satisfeito com o progresso das relações entre Trípoli e Moscou e com as conversas mantidas hoje com o novo presidente russo, Dmitri Medvedev, que qualificou de "negociações entre parceiros estratégicos".

Putin também defendeu um impulso às relações bilaterais e expressou a esperança de que a visita de Kadafi a Moscou contribua para desenvolver a cooperação, antes de tudo econômica e comercial e técnico-científica.

Na reunião no Kremlin com Medvedev, Kadafi manifestou sua vontade de intensificar a cooperação econômica civil com a Rússia, além da política e militar. EFE si/ab/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG