Em meio a tensão com Seul, premiê norte-coreano chega a Pequim

Pequim, 17 mar (EFE).- O primeiro-ministro norte-coreano, Kim Yong-il, chegou hoje a Pequim em visita oficial, 20 dias antes do anunciado lançamento de um satélite que ameaça desestabilizar as relações entre as duas Coreias.

EFE |

Kim chegou hoje ao aeroporto de Pequim e deve se reunir na quarta-feira com o premiê chinês, Wen Jiabao, no Grande Palácio do Povo, conforme informaram à Agência Efe fontes da Chancelaria da China.

O premiê participará da cerimônia de inauguração do Ano da Amizade entre Coreia e China, que coincide com o 60º aniversário do estabelecimento de laços diplomáticos entre os dois países.

A visita do primeiro-ministro norte-coreano é a primeira que ele faz à China desde que assumiu a chefia de Governo, em 2007.

A viagem gerou expectativas devido à influência do Governo chinês sobre o norte-coreano, em um momento de forte tensão devido ao anúncio de Pyongyang de que lançará um satélite em abril.

Para a Coreia do Sul, o lançamento violaria a Resolução 1718 do Conselho de Segurança da ONU, independentemente de se tratar de um satélite de telecomunicações, como assegura Pyongyang, ou de um simples teste de um míssil de longo alcance, como temem observadores sul-coreanos. EFE mmp/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG