Em meio a polêmica, ditador inicia 3º mandato na Coreia do Norte

Seul, 8 abr (EFE).- O ditador norte-coreano, Kim Jong-il, inicia amanhã seu terceiro mandato com a formação oficial da nova Assembleia Suprema do Povo (Parlamento), quatro dias depois do polêmico lançamento feito pelo regime comunista de um foguete de longo alcance.

EFE |

O Parlamento foi escolhido nas eleições legislativas feitas há um mês, quando foram designados mais de 600 novos legisladores e Kim foi reeleito com 100% dos votos, segundo informações do regime de Pyongyang.

A Assembleia Suprema do Povo deve designar amanhã Kim como presidente da Comissão Nacional de Defesa, que controla o Exército, seu cargo oficial.

Isso representará o início de seu terceiro mandato desde que em 1994 assumiu o poder, após a morte de seu pai, Kim Il-sung, fundador da nação comunista. Assim, o ditador confirmará que controla o país depois que, em agosto, sofreu um derrame que o manteve ausente da vida política por meses e gerou uma série de especulações no exterior. EFE ce/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG