Em meio a críticas, Obama tira férias em luxuosa ilha de Massachusetts

Oposição diz que presidente dos EUA deveria ficar em Washington para lutar contra a alta taxa de desemprego no país

EFE |

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, inicia nesta quinta-feira suas férias em meio a críticas por sair de Washington apesar da delicada situação econômica do país. A viagem de dez dias à Martha's Vineyard, uma ilha do estado de Massachusetts, foi fortemente criticada pela oposição, que considera que Obama deveria ficar em Washington para lutar contra o desemprego que afeta os Estados Unidos.

Obama iniciará suas férias após uma viagem realizada entre segunda e quarta-feira pelos estados rurais de Minnesota, Iowa e Illinois, com a qual pretendia amortecer a queda de sua popularidade e os ataques republicanos à sua agenda econômica.

Embora a Casa Branca defenda que o presidente e sua família têm direito a férias, o local escolhido para o descanso desperta controvérsia: pelo terceiro ano consecutivo, ficarão em um luxuoso complexo na ilha de Martha's Vineyard, no litoral de Massachusetts.

A ilha em si é um dos lugares mais badalados entre os ricos e famosos dos EUA, e os Obama se hospedarão em uma mansão estimada em US$ 20 milhões e que conta com um terreno de 11,34 hectares. A propriedade, conhecida como "Blue Heron Farm", conta com uma praia particular, horta, piscina e uma quadra de basquete, para que o presidente possa praticar seu esporte favorito.

Obama não é o primeiro governante a ser alvo de críticas por tirar férias em meio a uma crise, mas nesta ocasião os indicadores econômicos e as pesquisas de opinião não lhe favorecem. A taxa de desemprego está em 9,1%, o que significa que 14 milhões de pessoas estão à procura de emprego. Por outro lado, a pesquisa mais recente da empresa Gallup indica que a taxa de aprovação do presidente está em 40%.

O Congresso também está em recesso e retomará suas sessões depois do feriado do Dia do Trabalho, que nos Estados Unidos é celebrado na primeira segunda-feira de setembro. Em todo caso, Obama aproveitará sua estadia na ilha para elaborar o discurso que apresentará no próximo mês para fomentar a criação de empregos e a redução do déficit, dois temas que dominarão a disputa presidencial de 2012.

    Leia tudo sobre: euaobamaférias

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG