Em meio à crise com Israel, premiê turco planeja visitar Gaza

Recep Tayyip Erdogan negocia com Egito permissão para cruzar fronteira para o território palestino pela passagem de Rafah

iG São Paulo |

O primeiro-ministro da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, pretende visitar Gaza na próxima semana durante uma viagem oficial ao Egito.

“Estamos conversando com o lado egípcio a respeito. No momento não tomamos nenhuma decisão”, afirmou Erdogan em coletiva de imprensa em Ancara nesta terça-feira.

De acordo com o jornal turco Sabah, autoridades estão tentando obter com o Egito uma permissão para que Erdogan possa atravessar a fronteira com o território palestino pela passagem de Rafah.

O premiê da Turquia inicia na próxima segunda-feira (12) uma viagem por vários países do Oriente Médio e do norte da África. No dia 18, participa da Assembleia Geral da ONU em Nova York.

Relações suspensas

Também nesta terça-feira, Erdogan anunciou que as relações comerciais e de defesa com Israel estão “totalmente” suspensas.

Na sexta-feira, a Turquia já tinha anunciado a suspensão dos laços militares entre os dois países e a expulsão do embaixador israelense em Ancara.

As decisões foram em reação a um relatório da ONU sobre o ataque a uma frota humanitária turca que tentou furar o bloqueio à Faixa de Gaza, em maio de 2010. A ação israelense contra a frota deixou nove turcos mortos e estremeceu as relações entre os dois países, consideradas chave na estabilidade do Oriente Médio.

O jornal americano The New York Times antecipou trechos do relatório , no qual os investigadores da ONU dizem que Israel usou “força excessiva” no ataque, mas também afirmam que a frota foi “imprudente” ao tentar furar o bloqueio naval imposto por Israel a Gaza, que é uma “medida legítima de segurança” e está dentro das normas do Direito Internacional.

Fontes oficiais israelenses reagiram ao anúncio da Turquia afirmando que "Israel reconhece a importância dos laços históricos no passado e presente entre os povos turco e judeu (...) e espera encontrar um caminho para superar os desentendimentos e continuará trabalhando para atingir esse objetivo".

Com relação à expulsão do embaixador israelense em Ancara, Gaby Levy, as fontes informaram que ele concluiu seu mandato e havia se despedido dos colegas turcos há vários dias.

Com EFE e AFP

    Leia tudo sobre: turquiaisraelgazaegitoerdoganoriente médioonu

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG