Em meio a crise, China doa tigres à Coreia do Norte

PEQUIM (Reuters) - Em meio à atual crise envolvendo o programa nuclear norte-coreano, a China decidiu mandar cinco tigres ao país vizinho, como enviados da amizade, disse na quinta-feira um site oficial de uma província chinesa. Três tigres siberianos da cidade de Dalian (nordeste) e dois tigres-de-bengala de Sichuan (sudoeste) foram liberados para o embarque em 9 de abril, segundo o site do departamento de quarentenas da província de Liaoning.

Reuters |

Dois iaques e quatro camelos enviados pelo mesmo zoológico de Dalian em fevereiro já passaram pela quarentena de 60 dias na Coreia do Norte e agora estão expostos à visitação, de acordo com o Departamento de Quarentenas e Inspeção de Entrada e Saída de Liaoning.

Além disso, um grupo da Ópera de Pequim se apresentou na quinta-feira em Pyongyang durante o "Festival de Artes da Amizade da Primavera de Abril".

A China é o que a Coreia do Norte tem de mais parecido com um aliado. No entanto, Pequim aderiu à declaração da ONU que condenou Pyongyang pelo lançamento de um foguete no dia 5.

A condenação levou o regime norte-coreano a retaliar, expulsando inspetores nucleares da ONU, abandonando as negociações para o seu desarmamento e anunciando a reativação de uma fábrica de plutônio enriquecido.

(Reportagem de Lucy Hornby e Yu Le)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG