Em gravação de voz, Osama bin Laden acusa líderes árabes de complô com Ocidente

DUBAI - O líder da Al Qaeda Osama bin Laden acusou líderes árabes moderados de conspirar com o Ocidente contra os muçulmanos e conclamou seus seguidores a se prepararem para uma jihad (guerra santa), em uma gravação de áudio divulgada pela TV Al Jazeera no sábado.

Reuters |

"Está claro que alguns líderes árabes têm conspirado com a coalizão sionista contra nossa gente (muçulmana)", disse bin Laden, sem nomear nenhum líder. "Nós precisamos seriamente trabalhar e nos preparar para uma jihad para impingir o certo e abolir o errado", completou.

O militante de origem saudita, que já havia feito uma convocação à Jihad em 14 de janeiro, descreveu a ofensiva de Israel na faixa de Gaza e seus ataques ao território palestino como um "holocausto" e disse que militantes devem apoiar os iraquianos combatendo forças dos Estados Unidos e o governo de Bagdá.

"A oportunidade valiosa e rara para aqueles que sinceramente querem libertar (Jerusalém) é apoiar os combatentes no Iraque com tudo o que eles precisam para libertar o país", disse, acrescentando que a Jordânia seria o próximo país a ser libertado, dando acesso à Cisjordânia aos militantes.

A Al Jazeera transmitiu trechos da gravação de áudio na qual a voz do locutor se parecia com a de mensagens anteriores de bin Laden.

Mais de 60 mensagens de bin Laden, do número dois da Al Qaeda, Ayman al-Zawahri, e de aliados já foram veiculadas desde o ataque de 11 de setembro de 2001.

(Reportagem de Firouz Sedarat em Dubai e Souhail Karam em Riyadh)

Leia mais sobre: Osama bin Laden

    Leia tudo sobre: osama

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG