Rio de Janeiro, 22 mar (EFE).- A construção de um mundo mais justo e equilibrado requer uma luta frontal contra a pobreza e um novo modelo de governança global, disse hoje o vice-presidente terceiro do Governo espanhol, Manuel Chaves, ao discursar na abertura do 5º Fórum Urbano Mundial da ONU, no Rio de Janeiro.

Chaves ressaltou que um mundo mais equitativo, mais democrático e mais respeitoso dos direitos humanos demanda "aumentar a intensidade, a qualidade e a coerência da luta pela erradicação da pobreza no mundo, especialmente nos países menos desenvolvidos".

Para o vice-presidente espanhol, esse objetivo exige não só "renovada vontade política", mas também a "mobilização e a atribuição de novos recursos".

Nesse sentido, Chaves lembrou que o Governo espanhol trabalha pelo fortalecimento da assistência aos países em desenvolvimento para ajudá-los a diminuir os índices de pobreza e conseguir, assim, os Objetivos do Milênio da ONU. A meta, segundo ele, ainda está longe de ser alcançada.

"A Espanha tem um firme compromisso com esse objetivo democrático e solidário, compromisso demonstrado nos feitos e que nos levou a que, pela primeira vez, a cooperação ao desenvolvimento tenha sido incluída como uma prioridade durante a Presidência rotatória da União Europeia, exercida pela Espanha neste semestre", apontou.

Na abertura do fórum, que até a próxima sexta-feira debaterá os desafios das grandes cidades, com ênfase nas desigualdades crescentes e na pobreza, também discursou o presidentes Luiz Inácio Lula da Silva. EFE joc/rr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.