Em dois meses, quase 100 mortos pelo calor no Japão

Mais de 21 mil foram hospitalizados desde 1º de junho por causa da onda de calor que atinge o país asiático

EFE |

Quase uma centena de pessoas morreram e mais de 21 mil foram hospitalizados no Japão desde 1º de junho por causa da onda de calor que castiga o país asiático, indicaram nesta quinta-feira fontes do Ministério do Interior.

Até 1º de agosto, 98 haviam morrido por causa das altas temperaturas ou por doenças agravadas pelo calor. Esse verão (junho a setembro no Hemisfério Norte) é considerado o mais quente dos últimos anos.

Só na semana entre 18 e 25 de julho, 10 mil foram atendidos em hospitais por causa do calor, enquanto outras 5.460 ingressaram entre 26 de julho e 1º de agosto, embora quase a metade com sintomas "leves".

A grande parcela, 47% dos hospitalizados, tinha mais de 65 anos. A Agência Meteorológica do Japão emitiu advertência sobre a "possibilidade de temperaturas altas" que se manteriam na próxima semana. O calor se concentra nesses dias em uma grande parte do norte e oeste do país, onde nesta quinta-feira foram registradas temperaturas de 36,4 graus em Yamagata (norte), 35,8 em Osaka (centro) e 33,4 em Tóquio, com um elevado índice de umidade ambiental.

Embora o Japão tenha atingido recorde histórico de temperaturas em 2007 com 40,9 graus na cidade de Gifu (centro), a Agência Meteorológica advertiu que este é um verão sufocante e pede à população que tome precauções.

Pelos dados estatísticos, as vendas de ar-condicionado aumentaram 50% em julho, com relação ao mesmo mês do ano passado. Fabricantes estenderam o horário de produção para atender ao aumento da demanda. Nas grandes cidades como Tóquio, as sombrinhas já são parte do cotidiano.

Há quem esteja até mesmo tomando banho nas fontes dos parques da cidade. Em Hiroshima, onde amanhã ocorre a 65º aniversário do lançamento da bomba atômica, foram colocados toldos e difusores de água para refrescar aos presentes, que deverão enfrentar temperaturas de até 34 graus.

    Leia tudo sobre: japãocalor

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG